A alergia muda ao longo do tempo

A alergia evolui constantemente e os estímulos e sintomas podem mudar ao longo do tempo. De uma maneira geral, uma criança pequena está exposta e é sensível a alérgenos diferentes que um adulto. É necessário haver testes e re-avaliações regulares da alergia subjacente para personalizar o tratamento e possíveis conselhos sobre substâncias a evitar.

Nas fases iniciais, a alergia pode revelar-se como uma condição aparentemente benigna, como por exemplo a febre dos fenos durante a estação do pólen. Algumas pessoas desenvolvem uma condição alérgica gradualmente, ao longo dos anos, antes de sentirem quaisquer sintomas. Outras sofrem uma reacção anafilática súbita que pode ser fatal após a ingestão de determinado alimento ou fármaco, ou após uma picada de insecto. Além disso, algumas alergias que começam como um eczema ou problemas gastrintestinais podem evoluir para asma, envolvendo muitas vezes sintomas respiratórios como a hiper-reactividade e obstrução das vias respiratórias.

A marcha da alergia – acompanhar uma alergia em alteração

A alergia sofre transformações dinâmicas ao longo do tempo; muitas vezes utiliza-se o termo "Marcha da alergia" para descrever este progresso característico da doença. Durante uma marcha da alergia característica, os sintomas visíveis e de sensibilização normalmente:

  • aparecem durante intervalos etários específicos
  • persistem ao longo de alguns anos
  • têm tendência a reduzir espontaneamente com a idade

Testes de acompanhamento regulares com a análise ao sangue ImmunoCAP

Uma vez que a alergia está em constante evolução, uma análise ao sangue ImmunoCAP feita numa altura específica mostra apenas o estado da doença nesse momento em particular. Só os testes regulares a alergénios específicos com determinados intervalos irão fornecer as informações necessárias para seguir com precisão o desenvolvimento da doença.

O acompanhamento regular com ImmunoCAP ajudá-lo-á a determinar:

  • se as alergias já desapareceram e já não é necessário tratar ou evitar alergénios
  • se se desenvolveram novas alergias e se é necessário um novo tratamento ou evitar outros alergénios

Em consequência, é possível optimizar o bem-estar de um doente ao longo do tempo.